Cometa ISON dá um triplo mortal carpado e entra em Outburst!

Um dia após o alerta de que o cometa ISON poderia estar em outburst, diversos observadores passaram a notar um incremento substancial em seu brilho. Segundo alguns relatos o cometa já está visível a olho nu e definitivamente entrou em outburst!

De acordo com informes vindos de observadores do hemisfério norte, C/2012 S1 ISON atingiu a magnitude 4.0 na manhã desta sexta-feira, o que permite que o cometa já possa ser visto sem auxílio de instrumentos nas pré-manhãs. Alguns informes dão conta que a o brilho é ainda maior, com magnitude estimada em 3.5.

O aumento súbito de brilho de um cometa é conhecido pelos astrônomos como outburst e ocorre devido à perda abrupta de massa em um intervalo de tempo muito pequeno. Essa vaporização de material ejeta ao espaço muita água e poeira, que aumenta o tamanho da coma (a atmosfera ao redor do núcleo), o que faz o cometa brilhar ainda mais diante do Sol.

Até ontem, quando as notícias de que ISON poderia estar em outburst, a magnitude estimada era de 6.0, no limiar de brilho da visão humana. Agora, com os relatos de que o cometa atingiu a magnitude 4.0, não há mais duvidas de que ISON esteja em processo de outburst. Apenas para lembrar, um incremento de 2 magnitudes equivale a um aumento de brilho maior que 6 vezes.

Não se sabe exatamente qual a causa do outburst do cometa ISON, mas algumas imagens recentes feitas pelo astrônomo amador Tony Scarmatto mostra um possível rompimento no núcleo do cometa, mas novos registros precisarão ser feitos para que essa possibilidade seja confirmada.

O aumento de brilho também pode ser consequência da aproximação do Sol, uma vez que a vaporização constante expõe novas camadas de rocha, que por sua vez também sublimam. Isso cria jatos de gás que são lançados ao espaço em direções diferentes, rotacionando o cometa e expondo novas áreas à radiação solar.

Destino Incerto

ISON é pequeno e terá um encontro fulminante com o Sol no próximo dia 28. Antes de entrar em outburst já se especulava a possibilidade que o cometa poderia não conseguir contornar a estrela, mas a repentina perda de massa verificada nos últimos dias pode acelerar esse processo e ISON ser consumido antes do periélio.

O interessante é observar que até antes do outburst ISON estava meio esquecido, já que era um astro pálido e só visível através de telescópios de médio e grande porte. Agora, ISON brilhou e voltou a chamar a atenção.

Se desse pra comparar, ISON é o craque do time que está para ser crucificado, mas aos 46 do segundo tempo marca o gol do título. Só resta saber se vai continuar dando show ou se vai para o banco de reservas.

Arte: No topo, comparação de brilho do cometa C/2012 S1 ISON antes e depois do outburst feita pelo astrônomo amador Iko Margalef. Na sequência, fantástica animação mostra o cometa ISON já em processo de outburst, registrado pelo astrônomo amador Bruce Gary. Acima, carta celeste de 15 de novembro mostra a localização do cometa nas pré-manhãs no hemisfério Sul. Créditos: Iko Margalef, Bruce Gary, Apolo11.com.

Fonte: Apolo11

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s